Pular para o conteúdo
Blog » Colaborador não registrou o ponto: penalidades e como evitar

Colaborador não registrou o ponto: penalidades e como evitar

Tempo estimado de leitura: 5 minutos

O controle da jornada de trabalho é de fundamental importância para evitar passivos trabalhistas. Por isso, é essencial que os empregadores, gestores e RH tenham domínio do registro de ponto dos funcionários, pois o comprovante de ponto é uma prova que o expediente aconteceu como deveria ou não.

Diante disso, como ter um bom controle de ponto se lembrar de realizar esse registro continua sendo uma tarefa dos colaboradores? 

Continue lendo o post e entenda como evitar o esquecimento do registro de expediente.

As consequências da má gestão de registro de Ponto

A portaria 671 estabelece uma série de recomendações para a execução das leis trabalhistas referentes ao registro de ponto. Segundo ela, empresas com mais de 20 funcionários possuem a obrigação de realizar o registro de ponto independente do tipo de registro escolhido para esse trabalho.

Em caso de um desacato a essa regra a empresa corre o risco de pagar passivos trabalhistas, caso o colaborador consiga provar com o comprovante de ponto que excedeu as horas trabalhadas, mesmo que isso não seja verdade. Por isso, é necessário ter muita atenção no registro de ponto.

Além disso, segundo a lei número 12.544 se o funcionários não tiver horário de descanso no fim de semana remunerado ou não receber pagamento pelos dias de feriados nacionais e religiosos a empresa está propensa ao pagamento de multa que pode chegar a mais de 4.000,00 reais. 

Novamente, o descaso em relação ao acompanhamento do registro de ponto dos colaboradores pode causar prejuízo a empresa, visto que se estiver no comprovante (mesmo que não seja verdade) que o funcionário excedeu seu horário de expediente, a empresa terá que pagar a multa.

Utilize registros de ponto que facilitem o reajuste

Ainda sobre a portaria, ela estabelece 4 registradores de ponto permitidos por lei, nós falamos mais sobre eles nesse post aqui, não deixe de conferir. 

Segundo a lei, registrar o ponto por papel é permitido, desde que seja feito um acordo mútuo entre as partes. Entretanto, não é recomendado, visto as dificuldades que o RH enfrentará para fazer um reajuste de ponto, por exemplo.

Outro registrador muito utilizado é o convencional, conhecido como relógio de ponto, que também apresenta desafios para fazer a correção de um ajuste de ponto. Então, é recomendável que a empresa busque alternativas mais modernas, como os registradores alternativos. Que nada mais são do que programas e ferramentas online que permitem realizar o controle de jornada dos funcionários.

Um exemplo muito conhecido é a Pontomais, o maior serviço de registro de ponto online do país, que permite a realização de reajuste de ponto de forma muito simples e prática, levando apenas alguns cliques para a conclusão.

Tecnologia que auxilia no registro de ponto

Apesar do registro de jornada e reajuste de ponto serem tarefas possíveis de serem realizadas, as consequências para uma má gestão delas pode acarretar problemas trabalhistas para sua empresa.

Portanto, porque não utilizar de soluções e tecnologias que possam auxiliar nesses processos? Um exemplo de solução que é muito utilizado por gestores de RH em todo o país é o Conecta Control. Uma extensão do Google Workspace que permite o controle por horário e local (IP e DNS) de acesso dos funcionários a sua conta da empresa. 

Assim, será mais fácil comprovar que o funcionário não excedeu as horas de expediente. Além disso, a solução possui uma integração com a Pontomais, onde o acesso do colaborador à sua conta só será liberado após o registro de ponto. O que irá prevenir possíveis esquecimentos.

Estabeleça uma cultura dentro da empresa

Concluindo, é importante entender que eventuais falhas no controle de registro irão ocorrer. Por isso, é importante que a empresa estabeleça uma política interna para esses eventuais erros. 

Por exemplo, criar um documento com os protocolos que devem ser seguidos caso um funcionário esqueça de registrar o ponto. 

Dessa forma, a comunicação entre empregador e empregado sobre as políticas da empresa de registro de ponto será mais clara.

Gostou do conteúdo? Então, assine nossa Newsletter e receba a cada 15 dias notícias e dicas sobre tecnologia e sobre as ferramentas do Google.

Sair da versão mobile