Pular para o conteúdo
Início » Tudo que você precisa saber sobre Transformação Digital e Google Workspace (G Suite) » Mídia online e offline: como divulgar um produto em 2022

Mídia online e offline: como divulgar um produto em 2022

Tempo estimado de leitura: 6 minutes

No processo de elaboração de uma campanha, é fundamental pensar nas formas de divulgar um produto. Em constante transformação, a publicidade nos obriga a repensar frequentemente as estratégias de vendas. Além disso, a concorrência exige criatividade para se destacar. Desse modo, é fundamental pensar se a divulgação do produto será em mídia online ou offline.

Os dois tipos de mídia ainda são usados até hoje e têm custos e estratégias diferentes. A mídia online, por exemplo, tende a ter um custo menor. Contudo, tem mais concorrência e precisa ser mais certeira, porque somos bombardeados de informações na internet. 

Já a mídia offline permite um alcance em lugares onde a internet não chega ou a conexão é falha. De acordo com uma pesquisa do IBGE, um em cada cinco brasileiros não tem acesso à internet. Mesmo assim, se você quiser um alcance específico, a mídia offline pode ser um bom caminho.

Quer saber se é melhor divulgar seu produto por meio de mídia online ou offline? Continue lendo esse post para escolher o mais adequado para sua campanha.

Quais ferramentas usar na mídia online?

  • Assinatura de email;
  • Blogs;
  • Publicidade em sites;
  • Redes sociais;
  • Propagandas no Youtube;
  • Entre outras.

Quais ferramentas usar na mídia offline?

  • Panfletos/QR Code;
  • Propagandas na televisão, no rádio, em revistas ou jornais;
  • Organização e patrocínio de eventos;
  • Envios de brindes;
  • Outdoors;
  • Entre outras.

Divulgação de produtos por mídia online

Mesmo com um alto número de pessoas sem acesso à internet, a divulgação de produtos por mídia online está em expansão. O custo menor e a maior possibilidade de monitorar os resultados são alguns dos motivos para esse crescimento. Além disso, a mídia online dá mais liberdade na hora de criar uma campanha.

Uma das ferramentas de mídia online citadas acima – e que não é tão explorada como deveria – é a assinatura de email. Atualmente, a comunicação através do email é muito usada no dia a dia, certo? Por que não aproveitar e explorar essa estratégia a favor da sua empresa? 

A assinatura de email serve, principalmente, como um cartão de visitas. No entanto, ela vai além disso e também funciona como um meio de vendas. Ao montar sua campanha de mídia online usando também a assinatura de email, você ganha mais alcance. Logo, mais chance de vender.

A cada email que você envia, você divulga seu produto de forma simples e orgânica. E o melhor: sem pagar caro por isso. Quer entender como funciona? Nós temos um post que vai dar mais detalhes sobre essa ótima estratégia. Leia “Assinatura de email: padronização pode alavancar vendas” e entenda como aplicar no seu negócio.

Além disso, existem diversos meios de usar a mídia online para divulgar seu produto, conforme já mencionamos acima. É muito mais difícil aumentar as vendas sem fazer uma campanha forte na internet. 

Mesmo que um consumidor faça uma compra pessoalmente, é muito comum buscar informações online antes de adquirir o produto. Por isso, focar numa estratégia usando a mídia online é imprescindível.

Divulgação de produtos por mídia offline

As estratégias de mídia offline eram o principal meio de divulgação de um produto na era pré-internet. Mesmo que tenha perdido força, é um recurso que não se deve ignorar. Conforme já foi dito, a mídia offline permite alcançar um público que não tem acesso à internet ou que não usa com tanta frequência.

Pessoas mais velhas, por exemplo, ainda encontram uma certa resistência e dificuldade no uso da internet. É nesses casos que a mídia offline é ainda mais efetiva. Motoristas também tendem a ser bastante impactados pela mídia offline, já que os outdoors nas estradas chamam a atenção. Dessa forma, a mídia offline consegue chegar a regiões mais afastadas dos grandes centros.

Outro ponto a favor da mídia offline é aproveitar a credibilidade do veículo onde a propaganda foi aplicada. Um leitor do jornal Folha de S.Paulo, por exemplo, vai confiar mais em um anúncio naquele veículo por já respeitar o jornal. Do mesmo modo, usar a mídia offline permite uma aproximação maior com o público.

Custo-benefício de mídia online e offline

A mídia offline tende a ter um valor mais alto de início, dependendo do formato escolhido. Já a mídia online, como redes sociais e blogs, são mais acessíveis, principalmente para quem está começando.

Além disso, o monitoramento do uso da mídia online é muito mais simples, já que é tudo feito pela internet. Outra vantagem é a possibilidade de fazer ajustes durante o processo da campanha. Notou algum gargalo ou falha? É bem mais simples de corrigir. 

A mídia online ainda permite uma maior segmentação do público do que na offline. É mais fácil direcionar a campanha para um público-alvo mais específico.

Contudo, a estratégia mais efetiva une os dois tipos de mídia. É possível mensurar o impacto das campanhas offline também. Você pode, por exemplo, usar hashtags e monitorar pela internet o uso delas. O uso de um QR Code também permite o monitoramento dos acessos. 

Casando a mídia online e a offline, a chance de haver lacunas na propaganda é muito menor e o alcance é bem mais alto.

Gostou do post? Que tal conferir nosso canal no Youtube para ver mais dicas sobre estratégias de vendas e muito mais? Nós tiramos dúvidas e publicamos tutoriais com frequência. Então, para não perder nenhum vídeo, inscreva-se no nosso canal agora!

Marcações:
%d blogueiros gostam disto: