Início » Tudo que você precisa saber sobre Transformação Digital e Google Workspace (G Suite) » Qual a diferença entre SaaS, PaaS e IaaS? Serviços de computação em nuvem

Qual a diferença entre SaaS, PaaS e IaaS? Serviços de computação em nuvem

Sabemos que a transformação digital chegou para ficar e apesar das dúvidas e algumas inseguranças é um caminho sem volta e as companhias que souberem como utilizá-la da melhor forma terão vantagem no mercado.

Por exemplo, o uso da computação em nuvem como tecnologia possibilita aumento de produtividades quando utilizados em processos essenciais das empresas, como coleta de dados, acesso a ferramentas essenciais, como Documentos, Agendas, Apresentações, Videoconferências etc.

Pois bem, dentro dos diversos termos vindos com a transformação digital e a computação em nuvem existem alguns que ainda podem gerar dúvidas, não apenas no significado das siglas, mas também sobre como serviço de computação em nuvem funciona.


Tempo de leitura: 10 minutos

Sobre o que vai ler:  Quais são os serviços de computação em nuvem

Quais são suas diferenças e para quê servem 


SaaS – Software como Serviço

O software como serviço (SaaS) talvez seja o mais conhecido e permite aos usuários utilizarem aplicações com base na cloud através da Internet. Entre os exemplos mais comuns encontramos os e-mails, Gmail, Yahoo!, Outlook. 

Mas há muito mais aplicações, como Agendas, ferramentas de produtividade, colaboração, CRM, planejamento de recursos, gestão de projetos e ferramentas de rotina administrativa – como Documentos, Planilhas e Apresentações do Google Workspace (G Suite).

E como funciona? O usuário tem acesso através de um cadastro ou compra (aluguel) do serviço que deseja. Bastando ter internet para utilização da ferramenta. Ou seja, toda a infraestrutura extra, estarão armazenados junto ao fornecedor do serviço, no caso do Google Workspace (G Suite), nos data centers Google. 

Ou seja, o fornecedor cuida da gestão do hardware e do software e através de um contrato de serviço garante disponibilidade e, principalmente, segurança às suas aplicações e dados. O SaaS permite às organizações porém em funcionamento aplicações de forma rápida e com custos mínimos.

Principais vantagens do SaaS

Baixo custo no acesso a aplicações. Por não ser necessária a compra de softwares, a aquisição de aplicações SaaS torna-se uma alternativa mais econômica e acessível às organizações. Além de as empresas pagarem apenas pelo que utilizam.

Sem necessidade de instalação de softwares. Os usuários executar a maioria das aplicações de SaaS diretamente no browser sem precisar instalar qualquer software. Embora algumas precisem de plug-ins, não é necessário comprar nem instalar softwares especiais.

Facilidade e mobilidade de trabalho. O SaaS permite aos utilizadores acesso às aplicações de SaaS e aos dados em qualquer computador ou dispositivo móvel ligado à Internet. A facilidade elimina a necessidade de aplicações diferentes para cada tipo de dispositivo, além de não ser necessário conhecimentos mais técnicos à equipe. 

O ideal nesses casos é escolher o melhor fornecedor de SaaS que garantirá a segurança dos dados e o acesso aos mesmos, independentemente do dispositivo utilizado. Por exemplo, o Google Workspace (G Suite), pode ser acessado em computadores Mac, Windows, Linux e também em aparelhos móveis Android, iOS ou Windows.

Acessar dados e aplicações em qualquer lugar e até offline. Como os dados encontram-se armazenados na cloud, os usuários podem acessar as informações em qualquer computador ou dispositivo móvel ligado à Internet. E com o Google Workspace (G Suite) ainda é possível selecionar opções para acessar determinados documentos offline. Nesse caso, as alterações serão salvas quando o dispositivo for ligado à internet novamente.

PaaS – Plataforma como Serviço

A plataforma como serviço (PaaS) trata-se de um ambiente completo de desenvolvimento e implementação na nuvem. No caso, o usuário compra os recursos junto ao fornecedor de serviços cloud, pagando apenas pelo que utilizará e os acessa através da internet.

A PaaS inclui como infraestrutura – servidores, armazenamento e rede – e também o middleware, as ferramentas de programação, serviços de business intelligence (BI), sistemas de gestão de bases de dados, entre outros.

Com a PaaS o usuário gere as aplicações e os serviços que desenvolve e o fornecedor de serviços cloud cuida da gestão do restante. Como acesso a arquiteturas de desenvolvimento na nuvem, a análises de dados e business intelligence, e organização de dados e otimização de fluxos de trabalho.

Principais vantagens da PaaS

Redução no tempo gasto a programar. Com componentes pré-programados, as ferramentas de programação da PaaS podem reduzir o tempo de programação. 

Desenvolver para diferentes plataformas. Muitos fornecedores têm opções para desenvolver aplicações transversais a múltiplas plataformas.

Ter equipes distribuídas geograficamente. Com acesso ao ambiente de desenvolvimento via Internet, as equipes podem trabalhar em conjunto nos projetos, mesmo que os membros estejam em localizações remotas.

Gerir facilmente o ciclo de vida das aplicações. A PaaS proporciona todas as capacidades para uma gestão completa das aplicações: criação, teste, implementação, gestão e atualização no mesmo ambiente integrado.

IaaS – Infraestrutura como Serviço

A Infraestrutura como serviço (IaaS) é mais um dos serviços da computação em nuvem. E responsável pela infraestrutura de computação gerenciada pela Internet. A IaaS aumenta ou diminui conforme a demanda, permitindo que a empresa pague somente pelo que utiliza. 

O principal objetivo da IaaS é evitar as despesas e a complexidade de adquirir e gerenciar servidores físicos e outras infraestruturas próprias de data centers.

O IaaS é bastante utilizado durante testes e desenvolvimentos de aplicações, alojamento de websites, armazenamento de cópias de segurança, análise de macro dados e também em computação de alto desempenho (HPC) em supercomputadores – prever problemas que envolvem milhões de cálculos – previsões meteorológicas e financeiras, por exemplo.

Principais vantagens da IaaS

Reduzir custos fixos. IaaS permite evitar os gastos com a configuração e gestão de data center no local, além de cada recurso ser um componente de serviço separado, podendo a empresa alugar o que precisar e pelo tempo que for utilizar. 

Um provedor de serviços de computação em nuvem, como o Google Workspace (G Suite), gerencia a infraestrutura, enquanto você compra, instala, configura e gerencia seu próprio software. 

Inovar rapidamente. Assim que tiver decidido lançar um novo produto ou iniciativa, a infraestrutura de computação necessária poderá estar pronta em minutos ou horas.

Concentrar-se nas atividades principais. A IaaS ajuda sua equipe a se concentrarem no “core business” da organização e não na infraestrutura de TI, ou na atualização de softwares e hardwares.

Segurança. Com o contrato de serviço certo, o fornecedor de serviços cloud pode fornecer segurança para as suas aplicações e dados.

Como podemos ver, a transformação digital não consiste apenas em transformar processos obsoletos em automáticos. É preciso encontrar nas soluções tecnológicas maneiras de elevar os resultados como a utilização de big data, business intelligence e analytics, aplicativos, mobilidade e, especialmente, da cloud computing. 

Afinal, a computação em nuvem une o diferencial competitivo de cada solução em um único lugar para que as companhias entreguem as melhores experiências aos seus clientes.

E aí, qual dos serviços mais tem fit com seu negócio?

Leia também: Como adicionar um usuário no Painel de Controle como Administrador

As ferramentas Google Workspace (G Suite) têm ajudado muitas empresas a ter mais produtividades. Acompanhe nosso blog e nosso Canal no YouTube para mais dicas.

Deseja saber mais sobre o Google Workspace (G Suite)? Converse com os especialistas da Conecta Nuvem, será um prazer atendê-lo!

Continue conectado: