Início » Tudo que você precisa saber sobre Transformação Digital e Google Workspace (G Suite) » Como a liderança interfere na rotatividade de funcionários

Como a liderança interfere na rotatividade de funcionários

Nenhuma empresa gosta de ter uma alta rotatividade de funcionários. É custoso, dá trabalho, prejudica a imagem da empresa e sempre leva tempo para a adaptação de novos colaboradores. Isso acaba travando o andamento de diversos projetos. Ou seja, só prejuízos. Muitas vezes, uma taxa alta de turnover tem tudo a ver com a liderança

turnover

Uma pesquisa da Mindsight aponta que 60% dos trabalhadores já tiveram problemas sérios com seus chefes. De acordo com o levantamento, a principal questão é a falta de feedback. O papel do líder é essencial para que a equipe se desenvolva e os projetos evoluam. Um time entrosado e com uma boa liderança tem mais chances de conseguir os resultados esperados. 

Pensando nisso, decidimos elaborar um post explicando melhor as consequências de um mau líder. Confira:

Como a liderança afeta o turnover da empresa

Um bom líder precisa manter os colaboradores entrosados e engajados, fazendo com que eles trabalhem sempre prezando pelos valores da empresa. Além disso, criar um ambiente saudável e leve no trabalho também faz parte de uma boa liderança.

Nós passamos boa parte dos nossos dias no trabalho, lidando com colegas e chefes. Conviver diariamente com um clima hostil e desagradável gera colaboradores desmotivados e insatisfeitos

Imagine ter de lidar com líderes que não têm espírito de equipe, que tratam mal seus funcionários e que não têm paciência todos os dias? Certamente, esse é um dos principais motivos para os colaboradores pedirem demissão e buscarem novos empregos. 

É claro que a remuneração e os benefícios também são fatores importantes. Contudo, a liderança é determinante na hora de decidir por uma nova oportunidade.

Estar num ambiente desestimulante afeta a saúde mental, a física e prejudica o desempenho no próprio trabalho. No fim das contas, os funcionários querem valorização e incentivo para continuarem buscando os melhores resultados. 

Uma liderança bem exercida consegue enxergar os pontos fortes e fracos de cada colaborador, ninguém é bom em tudo. Desse modo, é possível delegar tarefas de maneira certeira, com mais chances de atingir o que se espera. Assim, o trabalho flui e ninguém fica sobrecarregado de tarefas que não consegue executar bem. 

Também é necessário que o líder tenha paciência, empatia e se mostre disposto a ouvir as demandas do time. Chefes autoritários e que não demonstram interesse no que os funcionários têm a dizer afastam a equipe, tornando a convivência mais difícil.

Principais características de um bom líder

Em primeiro lugar, um bom líder precisa saber gerir o time e o trabalho. Delegar tarefas, definir prioridades e tomar as melhores decisões para a equipe. Se você precisa de dicas e orientações para melhorar esse aspecto, nosso Guia de Metodologias Ágeis é ideal para você.

As Metodologias Ágeis são estratégias que vão agilizar os processos e o desenvolvimento de projetos. Dessa forma, a rotina fica mais organizada e planejada, gerando resultados com mais agilidade e dando continuidade ao que está travado. 

A falta de uma liderança que saiba distribuir as tarefas é desanimadora. Se o líder souber fazer isso com destreza, os colaboradores vão se sentir motivados e engajados. Nosso guia vai ajudar nisso. Agora, confira algumas das principais características para se ter uma boa liderança.

Positividade

Só é possível exercer boa influência se o líder for um otimista. Da mesma forma que o pessimismo contagia, o otimismo também. Sendo assim, o melhor jeito de motivar a equipe é sempre acreditar no melhor resultado, isso tornará o ambiente mais leve.

Atenção

É preciso observar a própria equipe, olhar com atenção para entender qual é o perfil de cada colaborador. Além disso, ouvir todos com cuidado só vai aprimorar o desenvolvimento do time como um todo e individualmente. Líderes que não se importam tendem a ter uma equipe mais dispersa.

Organização

Não tem como cumprir metas se não houver organização e planejamento, essa é a base de qualquer empresa. Então, toda liderança requer esse dois quesitos. Só assim é possível delegar tarefas e direcionar os colaboradores para alcançar os objetivos.

Boa comunicação

Conforme dito acima, a falta de feedback desanima os funcionários. É preciso saber se comunicar e como comunicar não só o feedback, mas também qualquer aviso. Leia nosso post “Gestão de equipe: a importância do feedback e da comunicação interna”.

Confiança

Todo líder deve passar confiança e segurança para a equipe, já que é uma inspiração. Logo, mesmo nos tempos mais difíceis, a postura deve ser firme e a confiança no time deve ser a mesma. Desse modo, os colaboradores vão se sentir seguros também.

Por fim, é importante que os líderes estejam sempre em treinamento para aprimorar suas habilidades. Estamos em constante aprendizado, tanto como seres humanos quanto como profissionais. Então, para ter uma liderança bem exercida, é preciso estudo também. Liderança não combina com acomodação.

Continue conectado: